23 de abr de 2014

Resenha - Extraordinário

Título: Extraordinário
Autor: R.J Palacio
N° de páginas: 318
Editora: Intrínseca

“Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo” – August Pullman

Como prometido, a resenha de Extraordinário. Não sei se saberei usar as palavras certas para descrever esta obra, mas aqui estou eu, tentando.
August (Auggie) Pullman nasceu com uma síndrome genética rara onde a sequela é uma deformidade facial. Desde de que nasceu, foi submetido a diversas cirurgias, um dos motivos por nunca ter frequentado a escola. Auggie sempre teve uma família atenciosa, verdadeiros anjos em sua vida, mas agora ele precisa sair um pouco de debaixo das asas dos pais e voar um pouco para cursar o quinto ano em uma escola de verdade.
Ele sempre teve que passar por muita coisa por causa da sua aparência, mas é na escola nova que ele se encontra em um verdadeiro desafio: mostrar aos seus novos colegas que apesar do seu rosto, ele é igual a qualquer um. Não posso negar que vai ser fácil, porque não vai mesmo, mas é sempre tentando que a gente consegue.
A mensagem que esta história repleta de amor, esperança e gentileza nos passa é, com toda certeza, inesquecível. A amizade que construímos com as pessoas deve ser acima de tudo capaz de deixar de lado todas as diferenças, até as físicas. O nosso jeito de ser de verdade é o que faz as pessoas se aproximarem ou se afastarem de nós. Auggie é um menino tão brilhante, tão belo, tão extraordinário que é impossível não notá-lo exclusivamente por isso.

O Extraordinário é um livro que sempre indicarei para qualquer pessoa, com convicção que seja quem for, não irá se arrepender de lê-lo. Todos nós podemos ser extraordinários, basta ser quem somos e logo, logo venceremos o mundo e seremos aplaudidos de pé pela nossa vitória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Próxima Página